Susto. Com Tony Romo saindo de campo machucado, o Dallas Cowboys temeu por sua temporada. Com Dak Prescott, o time foi ao intervalo com o placar empatado, mas a defesa reserva acabou cedendo a derrota por 27 a 17.

 

O Jogo

Com apenas três jogadas, o torcedor do Dallas Cowboys já estava pedindo pelo fim da partida. Isso porque Tony Romo se machucou após sofrer um sack de Cliff Avril. Romo saiu de campo com ajuda, mas depois de alguns exames o jogador chegou a ser liberado para voltar para partida. Mesmo com Romo insistindo para voltar, Jason Garrett o tirou do restante do jogo.

Se podemos tirar um lado bom nisso, é com Dak Prescott. O calouro acabou tendo mais tempo de jogo por conta disso e não decepcionou. Em sua primeira campanha, Dak teve ajuda de Ezekiel Elliott ao comandar um bom drive que resultou em um lindo passe de touchdown para Jason Witten, abrindo 7 a 0 no placar.

A reação do Seahawks veio aos poucos. Na campanha seguinte, Steven Hauschka acertou um field goal e diminuiu a vantagem de Dallas para 7 a 3. Depois de um bom drive do Cowboys que acabou resultando num field goal errado de Dan Bailey, o Seahawks virou a partida em um belo passe de Russell Wilson para Paul Richardson.

Com três minutos restantes no relógio, Dak Prescott comandou mais uma vez o ataque para uma pontuação. Dessa vez, Dan Bailey colocou a bola no meio do Y e empatou o jogo em 10 a 10.

No segundo tempo, o Dallas Cowboys colocou já os reservas em campo, enquanto o Seattle Seahawks deixou os ataques por um pouco mais de tempo. O resultado foi um three and out do ataque do Cowboys e duas campanhas do Seahawks que terminaram em pontuação: um field goal e um touchdown, colocando a partida em 20 a 10.

Com a linha ofensiva e muitos reservas no ataque, Dak não conseguiu ter o mesmo sucesso e acabou vendo outro reserva, Trevone Boykin do Seahawks, correr para 20 jardas até a endzone e ampliar a vantagem do time da casa para 27 a 10.

A partir desse momento, os dois times colocaram todos os seus reservas em campo. O último quarto foi como todos os outros últimos quartos do Cowboys na pré-temporada: arrastados e sem grandes emoções. Com exceção de um fumble de Jameill Showers recuperado pelo Seahawks e de um touchdown em uma bela recepção de Rodney Smith para diminuir a vantagem para 27 a 17, o jogo já estava encerrado.

 

Melhores Momentos

Todos os direitos do vídeo reservados para a NFL

 

Números

 

Coletivos
 Estatística Dallas Cowboys Seattle Seahawks
 Jardas Aéreas 240 223
 Jardas Terrestres 114 148
 Jardas Totais 254 271
 First Downs 23 18
 Turnovers Sofridos 1 0
 Faltas (jardas) 6 (54) 9 (69)
 Tempo de posse 29:31 30:29

 

Individuais
  • Passando

Tony Romo: 1/1, 11 jardas, 0 TD, 0 INT. Rating: 112,5
Dak Prescott: 17/23, 116 jardas, 1 TD, 0 INT. Rating: 99,2
Jameill Showers: 10/17, 113 jardas, 1 TD, 0 INT. Rating: 98,4

Russell Wilson: 16/21, 192 jardas, 2 TD, 0 INT. Rating: 135,4
Trevone Boykin: 4/10, 31 jardas, 0 TD, 0 INT. Rating: 48,3

  • Correndo

Ezekiel Elliott: 7 att, 48 jardas
Darius Jackson: 5 att, 30 jardas
Alfred Morris: 5 att, 17 jardas

Christine Michael: 7 att, 58 jardas
C.J. Prosise: 4 att, 23 jardas
Alex Collins: 3 att, 19 jardas

  • Recebendo

Rodney Smith: 3 rec, 32 jardas, TD
Cole Beasley: 4 rec, 30 jardas
Jason Witten: 1 rec, 17 jardas, TD

Doug Baldwin: 4 rec, 29 jardas
Jermaine Kearse: 3 rec, 32 jardas
Tyler Lockett: 3 rec, 41 jardas

 

Pontos Positivos
  • RB Ezekiel Elliott

Foram apenas duas campanhas em campo, com sete corridas. Ainda assim, Zeke conseguiu 48 jardas, uma média de quase 7 jardas por corrida e contra a forte defesa titular do Seahawks. Elliott ainda travou algumas disputas contra o Kam Chancellor e se saiu muito bem. Na jogada da lesão de Romo, Zeke mostrou uma ótima capacidade de bloqueio.

  • CB Morris Claiborne

Por incrível que pareça, Claiborne está tendo bons jogos até aqui e essa partida contra o Seahawks foi mais uma dela. Junto com boa marcação, Claiborne por pouco não conseguiu duas interceptações. No primeiro touchdown do Seahawks, Mo fazia uma ótima cobertura, mas acabou não sendo páreo para o passe perfeito de Wilson.

  • QB Dak Prescott

Apesar de não ter ido tão bem quanto nos últimos jogos, Prescott mostrou mais uma vez segurança e um comportamento de veterano under center. Graças ao seu bom jogo, o Cowboys manteve o jogo equilibrado contra os titulares do Seahawks.

 

Pontos Negativos
  • Lesão do Tony Romo

Uma série de fatores podem entrar aqui, mas o mais importante foi a necessidade de colocar Tony Romo no jogo. Era mesmo necessário? Por mais que ele precise ter ritmo de jogo, vale a pena correr o risco de sofrer uma lesão que possa prejudicar a temporada regular?

  • Defesa do Seattle Seahawks

Assim como é válido criticar a presença de Romo no jogo, é válido criticar a intensidade da defesa de Seattle na partida. Por mais que a defesa jogue de forma mais “física”, ainda era uma partida de pré-temporada. Não havia necessidade de Cliff Avril ter ido daquela maneira em cima de Tony Romo — que já estava indo para o slide — e não havia necessidade do excesso de vontade de Chancellor pra cima do Ezekiel Elliott.

 

Próximo Jogo

O Dallas Cowboys encerra sua participação na pré-temporada na quinta-feira da semana que vem, às 20h no horário de Brasília. O jogo não terá transmissão no Brasil, mas o tempo real, é claro, será feito em nosso Twitter.

Gabriel Plat

Editor-Chefe em Blue Star Brasil
Curte NFL por escolha e o Dallas Cowboys por amor. Aprecia a boa música e compartilha outro sofrimento: o Botafogo. Um dos participantes do podcast.