Alguns torcedores do Dallas Cowboys acreditam que a equipe perdeu uma quantidade considerável de jogadores nesta free agency. Mas o vice-presidente do time Stephen Jones pensa de uma maneira diferente.

Em sua visão, não há ninguém que saiu do time e foi pra outra equipe que não pode ser substituído. Não é que o vice presidente ache que os jogadores que saíram ruins relativamente, mas é a sua mentalidade de homem de negócios que fala mais alto. O Vice Presidente tem um plano e pretende coloca-lo em prática, apesar de todo o clima instável a sua volta.

Sim, havia alguns dos jogadores que Jones gostaria de manter na equipe, mas ele não está perdendo o sono de ver estes jogadores em outra equipe.

“Os jogadores que gostaríamos de manter, nós os mantemos”, disse Jones na reunião de proprietários de equipes da NFL que aconteceu em Phoenix, Arizona. “A maioria destes jogadores, eu não vou destacar nenhum nome, mas a maioria deles estavam prontos para deixar a equipe. Agora, havia alguns jogadores que se fossem contratados pelo preço certo, com certeza teríamos feito um acordo.

“Mas certamente não quisemos pagar demais por ninguém.”

Recusar este tipo de proposta e focar na questão financeira para manter ou ganhar talento é uma estratégia que os Cowboys vem aperfeiçoando ao longo das últimas temporadas, a equipe não está contratando talentos através da free agency e sim, pensando na construção da equipe através do desenvolvimento dos jogadores selecionados no draft.

Recentemente, esta é uma fórmula que vem funcionando perfeitamente, que tem como base um núcleo excepcional de jovens jogadores talentosos e que futuramente receberão um grande contrato que é o caso do quarterback Dak Prescott e do running back Ezekiel Elliott, para citar apenas dois de muitos jogadores do elenco.

Mas nada disto é motivo para desconsiderar a importância de veteranos talentosos e em ótima forma para jogar em alto nível, e Jones foi bem claro para esclarecer este ponto.

Ele simplesmente não se contenta em fazer chover com base na emoção, e o pânico é uma emoção.

“No final do dia, valorizamos nossos jogadores,” disse Jones. “Em certos valores, seria ótimo manter alguns jogadores. Em outros valores, não é.”

Marcus Vinicius Tavares

Marcus Vinicius Tavares

Colaborador em Blue Star Brasil
Torce para os Cowboys desde 1995 e acompanha fielmente o time desde 2005. Curte o bom e velho rock and roll e tem como a comida favorita: Hamburger! Trocar idéia e beber uma gelada são seus passatempos prediletos.
Marcus Vinicius Tavares