Ser escolhido na primeira rodada do draft por uma das franquias mais reconhecidas dos esportes profissionais nos Estados Unidos não deve ser fácil. Felizmente para o ex defensive end de Michigan, Taco Charlton, ele prefere jogar em grandes palcos e o jogador tem ótimo desempenho nessas situações.

Em uma partida contra Ohio State, rival de conferência de Michigan, que é um confronto enorme do futebol americano universitário que tem uma repercussão nacional gigantesca, Charlton causou um enorme estrago na linha ofensiva dos Buckeyes e terminou a partida com 2,5 sacks. No Orange Bowl contra Florida State, Taco teve dois tackles para perdas de jardas, cinco tackles no total e conseguiu desviar um passe.

“Grandes jogadores fazem grandes jogadas em grandes jogos”, disse Charlton em uma ligação depois que os Cowboys o selecionaram na vigésima oitava escolha do draft de 2017. “Sempre me ensinaram isso. O mais importante, o que fica lembrado na memória de todos, é o que você faz nos grandes jogos, e quando estes jogos estão em destaque, os grandes jogadores se preparam.”

A equipe de Dallas precisa urgente das habilidades de Charlton para melhorar o pass-rusher do time. Taco veio de uma ótima faculdade, onde ele teve que competir em grande nível com os ótimos rivais de conferência e, além disso, havia ótimos jogadores de sua posição na própria equipe. Isto já mostra o alto nível que o jogador se preparou.

“Quando você vem de uma grande universidade, especialmente uma universidade como Michigan, com o treinador Jim Harbaugh, você é treinado por alguns dos melhores treinadores do país e se você já conseguir jogar é a melhor coisa que você pode pedir”, disse Charlton. “A NFL é um salto enorme, mas quando você já esta indo contra os melhores jogadores universitários, você já sabe como é jogar contra os melhores da NFL”.

Além da competição interna que o jogador teve que enfrentar em Michigan, ele acha que Harbaugh, que treinou os 49ers no Super Bowl em 2013, o preparou para jogar na NFL.

“Ele nos treinou como uma equipe da NFL”, disse Charlton. “Todos os treinamentos e a intensidade por trás de tudo. Ele é um treinador muito intenso e definitivamente ele trouxe essa atmosfera de intensidade para os treinos e certamente nos preparou bem para jogar na NFL.

Charlton está animado para trabalhar com seus novos treinadores. Ele disse que está animado para aprender com o coordenador defensivo Rod Marinelli, que treinou Julius Peppers, um dos jogadores favoritos de Charlton quando era criança, juntamente com o ex-Cowboy DeMarcus Ware.

“Eles foram capazes de jogar na liga durante 10 anos em um nível extramente elevado”, disse Charlton sobre Peppers e Ware. “Isso é algo que desejo fazer e me inspiro neles a conseguir.”

“Eu me sinto como se fosse um top 10, top 15, mas estou muito feliz de estar em Dallas com uma equipe e treinadores que acreditam em mim.”

Durante a ligação, Charlton mencionou diversas vezes que ele acredita que as suas filmagens do último ano devem provar do que ele é capaz de fazer na posição de Puss-Rusher. “Eu sou um jogador muito versátil”, disse ele. “Se você assistir as minhas filmagens, vai reparar que eu consigo fazer vários movimentos diferentes.”

Um dos melhores prospectos do draft caiu ao final da primeira rodada. E o jogador chega em uma das equipes favoritas para conquistar o título.

“Dallas está pronto para ganhar um título, estão com um time pronto para o Super Bowl, disse Charlton. “Eles tiveram uma grande temporada regular, e eu acho que posso ajuda-los a chegar ao título fazendo grandes jogadas.”

 

Marcus Vinicius Tavares

Marcus Vinicius Tavares

Colaborador em Blue Star Brasil
Torce para os Cowboys desde 1995 e acompanha fielmente o time desde 2005. Curte o bom e velho rock and roll e tem como a comida favorita: Hamburger! Trocar idéia e beber uma gelada são seus passatempos prediletos.
Marcus Vinicius Tavares