Todo falatório sobre uma potencial “ferrugem” no braço e na mente de Tony Romo foram colocadas de lado e muito bem escondidas.

Depois de não jogar uma partida de temporada regular em mais de 400 dias, o veterano do Dallas Cowboys marchou para dentro de campo contra o Philadelphia Eagles e parceria como se ele tivesse sido o titular a temporada inteira. Seis jogadas, 81 jardas e um passe para touchdown mais tarde, Romo efetivamente fez todos se lembrarem que ele não é motivo de preocupação.

Ele está pronto, carregado e pronto para atirar quando/e se necessário os Cowboys o chamarem no futuro.

Uma vez que o time viu o que eles precisavam ter visto, eles rapidamente retiraram Romo do jogo, o suficiente para deixar em campo uma sombra com sua semelhança.

“Nós sentimos que nós o deixamos em campo a quantidade de tempo correta para ele,” disse Garrett sobre o número limitado de snaps que Romo participou. “Ele parecia confortável lá no campo, lidando com os mecanismos do jogo. Ele não jogava há algum tempo. Parece simples, mas receber orientações da sidelines, lidar com os mecanismos da linha de scrimmage, nós somente queríamos vê-lo fazer essas coisas.

“Ele fez um grande trabalho nessas coisas e obviamente ele executou as jogadas muito bem.”

E o jogador, quatro vezes selecionado para o Pro-Bowl, soou tão confiante nos pós-jogo como parecia, enquanto brilhava durante a situação.

“Eu já jogo esse jogo há muito tempo,” disse Romo. “Eu sei como jogar esse jogo, então vir hoje aqui foi similar a todas as outras vezes. Você quer tratar a situação dessa maneira. Isso te ajuda a jogar da maneira correta.

“Você se mantém pronto para jogar no momento que te chamarem.”

O wide receiver Cole Beasley joga com Romo desde 2012, e foi essencialmente feito uma estrela na NFL pela química que os dois têm juntos.

“É ótimo ver alguém jogar bem, especialmente ele, por tudo que ele passou esse ano,” falou Beasley. “Eu sei que ele passou por coisas bem difíceis. Nós não esperávamos nada diferente disso.

“Ele é esse tipo de cara, e ele é um competidor, e ele somente foi a campo e fez o que ele sempre faz.”

Eduardo Zamarian

Eduardo Zamarian

Colaborador em Blue Star Brasil
Gosto de ver todos os esportes, mas acompanhar o Dallas Cowboys e o Corinthians é obrigação diária. E também todo dia é dia de rock,bebê.
Eduardo Zamarian