Tony Romo, quarterback do Cowboys, admitiu que a equipe se tornou o Time do Dak Prescott esta temporada.

Na terça, Romo falou com a mídia pela primeira vez desde que foi nomeado como reserva da posição.

“Dak ganhou o direito de ser nosso quarterback”, disse Tony.

LEIA TAMBÉM: Tony Romo não vai a lugar nenhum

Discurso completo de Tony a seguir:

“Dizer que a primeira parte da temporada tem sido emocionante, seria um grande eufemismo. Se machucar quando você sente que está com o melhor time que você já teve é um momento doloroso para mim. E saber que o tempo de recuperação não era de 3 a 4 semanas, mas sim de 10 semanas, é outro choque. E apesar disso tudo, você tem uma enorme parcela de culpa por deixar na mão seus companheiros de time, torcedores e a organização que você está.  Afinal, eles dependiam de você para trazer o título para eles. Isso é o que quarterbacks tem que fazer. É como nós somos julgados. Eu amava isso. Ainda amo. Mas aqui está você, fora de campo, sem nenhuma condição real de ajudar seus companheiros a vencer dentro de campo. É quando você é forçado a enfrentar o que está acontecendo agora.

As temporadas estão indo embora, os jogos se tornam cada vez mais importantes. As chances para o sucesso estão diminuindo. Seu potencial sucessor acaba de chegar. Você se machuca dois anos seguidos e agora está no meio dos seus 30 anos. A imprensa está comentando, todos tem suas dúvidas, você passou toda sua carreira trabalhando para chegar até aqui. Agora, você tem que começar tudo de novo. Você se sente quase como um estranho. Os técnicos são simpáticos, mas eles ainda precisam de alguém para treinar e você não está lá. É um lugar sombrio, provavelmente o mais sombrio em que já esteve. Você está triste, para baixo e pergunta a si mesmo: “Por que isso teve que acontecer?”. É nesse momento que você descobre quem você realmente é, quando você descobre do que você é feito.

Veja, futebol americano é meritocracia. Você não ganha nada de mão beijada. Você conquista tudo, todo santo dia, de novo e de novo. Você tem que provar o seu valor. Essa é a maneira que a NFL e o football funcionam.

Um grande exemplo disso é Dak e o que ele tem feito. Ele ganhou o direito de ser nosso quarterback.  Por mais difícil que seja para mim dizer isso, ele ganhou esse direito. Ele levou nosso time a um recorde de 8-1 e isso é difícil de ser feito. Se você, por um segundo pensar que eu não quero estar ali dentro, então você nunca sentiu a pura vontade de competir e vencer. Isso não me deixou. Na verdade, está queimando mais do que nunca.

Não é sempre fácil de assistir. Creio que qualquer um que esteve na mesma situação que eu me entende.  O que está claro é que eu já fui esse jovem um dia, fazendo minha caminhada e tendo que me provar cada vez mais. Eu lembro, como se fosse ontem, me lembro como eu me sentia naquela época. Realmente é uma época incrível em sua vida. Se me lembro de uma coisa desses tempos, é das pessoas que me ajudaram enquanto eu era jovem e se eu conseguir ser isso para o Dak, vocês sabem, eu tenho tentado ser, e estarei indo adiante cada vez mais.

Eu sei que todos pensam que algo mágico esteja acontecendo para o nosso time. Eu não vou deixar que essa situação afete Dak negativamente, ou até mesmo atrapalhar esse time por vir se tornando uma constante distração. Eu penso que Dak sabe que ele tem meu apoio, e eu sei que eu tenho o dele.

Ultimamente tem sido sobre o time. É o que nós perseguimos nossas vidas inteiras. Eu consigo me lembrar de quando eu era apenas uma criança e queria ser parte de algo maior do que eu, para toda criança no ensino médio, ou qualquer jogador universitário, é muito gratificante ser o tipo de companheiro que realmente deseja ser parte de um time. Todo mundo quer ser a razão de estarem perdendo ou ganhando. Todos nós queremos ser essa pessoa. Porém, existem momentos especiais que advém de um comprometimento compartilhado de fazer tudo, enquanto estiverem juntos. Isso é o que você se lembra. Não seus status ou fama; Mas sim as relações e as conquistas que alcançaram enquanto um grupo. É difícil fazer isso, mas há uma grande recompensa e um grande prazer também. E tudo isso enquanto seu desejo em ser o melhor que você já foi queima cada vez mais dentro de você. Você pode ser os dois. Eu descobri isso durante minha trajetória. É o que separa o esporte de qualquer outra coisa. Isso é o porque de amarmos tudo isso. É o porque de confiarmos nisso. Eu ainda quero jogar e competir.

Por último, eu queria deixar com vocês algo que eu aprendi durante minha trajetória. Eu sinto que todos nos temos duas batalhas acontecendo. Uma é contra o oponente na sua frente, a outra é com o oponente dentro de você. Eu creio que quando você controla o que está dentro de você, o que está parado na sua frente não importa mais. Eu acho que é isso o todos estamos tentando fazer.

Obrigado, pessoal.”

Tradução: Se você tinha alguma dúvida ainda, Romo ainda não parou de jogar Futebol Americano.

Tradução: Romo chamou a lesão sofrida em Agosto um momento de “doer a alma”. A volta: “É um lugar sombrio, provavelmente o mais sombrio que já esteve”

Tradução: Tiro meu chapéu para o Tony. Ele fez a coisa certa. Não consigo imaginar ninguém lidando melhor com essa situação.

Tradução: Dava pra ver a emoção estampada no rosto do Tony e o quão difícil era para ele ler tudo aquilo. Deixou a sala logo após a leitura.

Túlio Moraes
Chega mais

Túlio Moraes

Colaborador em Blue Star Brasil
Uma pessoa que acredita que torcer para algum time representa sofrimento, paixão e devoção. Por isso torce para Cowboys e Botafogo. Ah, é Túlio por causa do Túlio Maravilha sim.
Túlio Moraes
Chega mais