O texto abaixo é uma tradução de um texto de Bryan Broaddus, colunista no site oficial do Dallas Cowboys

Não há muito o que falar sobre um treino quando os jogadores não utilizam seus equipamentos de proteção e o ataque e defesa não competem uns contra os outros.

Apesar disto, é o primeiro dia de Training Camp e não há como deixar de escrever um relatório. Mesmo com a natureza descontraída do treino, ainda podemos extrair alguns pontos deste primeiro dia.

Aqui estão algumas notas que recolhi a partir do treino deste sábado:

  • Orlando Scandrick treinou como left cornerback. Brandon Carr treinou alguns snaps do lado direito enquanto que Morris Claiborne treinou em ambos os lados. Não há dúvidas de que a comissão técnica está treinando assim para colocar Scandrick, seu melhor cornernuma posição em que terá mais jogadas com a bola.
  • Foi interessante ver Ryan Russell alinhado como defensive end direito com a primeira defesa. Russel tem trabalhado exclusivamente do lado esquerdo, e com DeMarcus Lawrence suspenso, ele teria chance de ser titular deste lado. Com a continuação do treino, eu não pude ter certeza o quão confortável ele estava correndo pela direita. Ir de encontro a Tyron Smith nunca é fácil, porque ele impede qualquer movimento que você tente. Russell foi incapaz de penetrar, como ele fez durante os treinos em Valley Ranch. Eu preciso manter o olhar nele caso continue a treinar nesta posição. Eu acho que os treinadores têm confiança de que é possível dar uma chance a ele daquele lado.
  • Nós aprendemos na última temporada como é importante manter Tony Romo com a melhor proteção possível. Rod Smith aprendeu esta lição durante treinos de blitz quando saltou para longe demais no outside, tentando ajudar Doug Free, em vez de ficar para proteger o gap “B”. Anthony Hitchens teria avançado tranquilamente sobre Romo, já que era tarde demais para Smith voltar para dentro. Smith soube que estava errado assim que viu Hitchens lá.
  • Justin Durant passou a maior parte dos snaps treinando como middle linebacker. Andrew Gachkar estava em campo com ele, jogando no strong side, enquanto que Derek Akunne esteve no weak side – esta foi a composição do segundo grupo de lineback. Há uma parte em mim que acredita que veremos Durant em todas as três posições de LB, mas para ser honesto, estou surpreso ao ver como ele jogou bem na posição de Mike. Este pode ser o plano para tentar colocá-lo juntamente com Hitchens.
  • Eu me pergunto se estamos para ver esta tendência continuar ou se é apenas como este treino aconteceu, mas Kellen Moore adora jogar a bola para os tight ends. Gavin Escobar Geoff Swain fizeram um bom trabalho e ficaram abertos em vários snaps para bons ganhos e Moore colocou a bola exatamente neles. Falando nisto, Escobar está se movimentando melhor do que antes da sua lesão. Seu jogo está mais fluido, sem a tensão ou rigidez do que víamos no passado.
  • Eu assisti Andy Jones treinando, e está sendo difícil para ele executar a técnica que o [treinador de WR] Derek Dooley está pedindo para ele – explodir no campo, abaixar o seu quadril e fazer o corte. Jones não é dotado de muita velocidade ou rapidez, e no final do dia, isto pôde significar a sua queda. Eu acredito que as suas mãos dão a ele uma chance de permanecer no time. Ele sabe como levantá-las para fazer uma recepção. Você nunca vê a bola tocando no corpo. Há confiança na forma como ele joga.
  • Para um cara que perdeu toda a offseasonRonald Leary está em boa forma física. Ele está com o corpo diferente, perdeu o peso extra que desenvolveu no passado. Agora ele está como reserva de La’el Collins, mas não há dúvidas de que ele estaria pronto para jogar, caso necessário.
Márcio Silveira
Sigam-me

Márcio Silveira

Colaborador em Blue Star Brasil
Torcedor do Dallas Cowboys desde 2011, quando passou a acompanhar a NFL. Sonha em ver o time no Super Bowl cada vez que a temporada começa.
Márcio Silveira
Sigam-me