Justamente quando parecia que o treinamento de terça-feira acabaria de forma pacífica, o clima esquentou na tarde de treinamentos.

A edição de training camp dos Cowboys de 2016 está bastante intensa em níveis de competitividade, mas as coisas quase saíram fora de controle nesta terça-feira. A partir do momento em que os Cowboys entrou nas repetições do treinamento de 11 contra 11, no meio do treinamento, o ataque e a defesa começaram a se desentenderem.

Isso se agravou mais durante os treinos de 7 contra 7, quando os defensores começaram a provocar após os passes incompletos que vinham na direção de Dez Bryant, que respondeu na mesma moeda, olhando para cada defensive back da equipe e provocando: “Nenhum de vocês conseguem me marcar.”

“Eu não vou recuar pra ninguém”, disse Orlando Scandrick após o treinamento. “Eu tenho muito respeito por ele. Eu vou vir aqui e ficar melhor a cada dia.”

O que começou como uma animada provocação entre os jogadores quase se transformou em uma grande confusão durante os treinamentos de red zone do time. Morris Claiborne mergulhou para interceptar uma bola baixa lançada por Tony Romo, e durante o processo ele tropeçou em Dez Bryant, que não gostou da jogada.

Os dois jogadores tiveram que ser separados após a jogada, e Bryant continuou a provocar Claiborne durante o resto do treinamento. Isso não é necessariamente uma coisa ruim, embora, a equipe advertiu o jogador.

“Acho que a equipe alimenta sua paixão pelo jogo sempre que você vê um jogador tão competitivo como o Bryant, isto inspira os demais jogadores a saírem e jogarem”, disse Ezekiel Elliott.

A situação poderia ter se desenvolvido em um treinamento muito menos produtivo. Mas, as coisas são assim, Scandrick disse que os Cowboys devem melhorar e deixar de fora a personalidade dos competidores em exibição.

“Esta equipe venceu 12 jogos na temporada de 2014 e venceu apenas 4 jogos na temporada de 2015. Estamos pressionados”, disse ele. “Nós temos que voltar a ser o que eramos. Isto é parte da nossa identidade. Nós vamos ser uma equipe física, vamos jogar duro. Não vamos abaixar a cabeça pra ninguém.

 

Detalhes do treino
  • A rebeldia da defesa foi impulsionada em partes por uma péssima exibição do ataque. Tanto Tony Romo quanto Dak Prescott pareciam não muito concentrados e jogaram mal, lançando vários passes incompletos durante boa parte do treinamento. Pouco antes da trombada entre Bryant e Claiborne, a defesa reserva desviou um passe em uma fade route para Devin Street, e Claiborne provocou o ataque, jogando a bola incompleta em sua direção. Esse era o tipo de competitividade em exibição durante a tarde do treinamento.
  • Outro ponto importante que deve ser destacado: quando o ataque se aproximou da end zone, a defesa se reorganizou e focou em tomar a bola do ataque. Damien Wilson fez um forte tackle em Darius Jackson nas sidelines perto da linha de gol, colocando o calouro running back no chão com um pouco de contato.  O parte no treinamento de red zone foi tranquila como vem sendo em todo o training camp. 
  • Kyle Wilber têm feito treinamentos de pass rusher na prática de 1 contra 1, o que faz sentido devido aos vários problemas da defesa dos Cowboys. Com David Irving deixando o treinamento com uma lesão na virilha, os Cowboys podem ficar com apenas cinco jogadores de linha defensiva no jogo de pré-temporada de sexta-feira contra o Miami.
  • Ezekiel Elliott treinou pela primeira vez em duas semanas, mesmo que de forma limitada. Elliott fez alguns exercícios individuais com os outros jogadores da posição, mas ele ficou de fora dos treinamentos na parte da tarde. Alfred Morris continua sendo o principal running back da equipe.

 

Destaques

Dez Bryant: Bryant não fez nenhuma grande jogada nesta terça-feira, mas ele foi um dos grandes destaques do treino. O All-Pro wide receiver não estava satisfeito com a forma que o treinamento havia terminado, ele olhou para os jogadores ao seu redor e disse: “por que vamos terminar o treinamento desse jeito?” Como de costume, Bryant vai definir o tom dos treinamentos para seus companheiros, sejam eles de ataque ou defesa.

Arjen Colquhoun: Há tantos jogadores neste elenco para acompanhar, que é justo colocar o jogador na lista, mesmo que ele faça uma discreta boa jogada.  Colquhoun não teve quase que nenhuma atenção durante o training camp, mas ele se destacou no momento em que ele desviou um passe de Dak Prescott na end zone.  Arjen foi um dos vários jogadores da defesa que tiveram um dia produtivo.

Darius Jackson: Como foi observado mais acima no texto, Elliott não participou do treino na parte da tarde, onde acontece os treinamentos de 11 contra 11.  Com isso, Jackson ficou com grande parte dos trabalhos no treino. Ele carregou a bola com rapidez e determinação contra a defesa reserva. Devemos dar o crédito a ele, pois durante grande parte do treinamento ele sofreu fortes tackels e mesmo assim conseguiu mostrar produtividade.

 

Jogada do dia

Barry Church fez uma bela jogada para terminar o treinamento com chave de ouro. Durante os treinos de red zone, Tony Romo procurou Cole Beasley em uma rota para fora, sentido sidelines, e lançou a bola entre os defensores Orlando Scandrick e Church. Os defensores foram fechando a janela de recepção do slot receiver, e com um Romo distraído, Church já estava esperando o lançamento do quarterback para uma fácil pick-6 (Interceptação retornada para touchdown). O único problema foi que, quando a defesa já estava comemorando a jogada, descobriram que haviam cometido uma falta de offside. A jogada não valeu nada.

 

Relatório de lesões

Não treinaram:

  • CB Anthony Brown (Coxa)
  • DE Charles Tapper (Costas)
  • LB Andrew Gachkar (Polegar)
  • QB Kellen Moore (Fíbula)
  • WR Chris Brown (Pé)
  • RB Darren McFadden (Cotovelo; Ativo / NFI)
  • RB Lance Dumbar (Joelho; Ativo / PUB)
  • LB Jaylon Smith (Joelho; Ativo / NFI)
  • TE James Hanna (Joelho; Ativo / PUP)

Retornaram aos treinos:

  • RB Ezekiel Elliott (Coxa)

Deixaram o treino:

  • DE David Irving (Virilha)
Marcus Vinicius Tavares

Marcus Vinicius Tavares

Colaborador em Blue Star Brasil
Torce para os Cowboys desde 1995 e acompanha fielmente o time desde 2005. Curte o bom e velho rock and roll e tem como a comida favorita: Hamburger! Trocar idéia e beber uma gelada são seus passatempos prediletos.
Marcus Vinicius Tavares