Two Minute Drill – Melhora no pass rush, problemas com blitz e...

Two Minute Drill – Melhora no pass rush, problemas com blitz e mais

256

foto: (dallascowboys.com)

 

 

  • A derrota para a equipe do Washington Redskins encerrou uma sequencia de 6 vitórias seguidas do Cowboys, a maior da era Garrett em Dallas. Esse início de temporada continua sendo o melhor da equipe desde a temporada de 2007, quando o Cowboys ganhou 7 dos 8 primeiros jogos.

 

  • Tony Romo foi sackado 5 vezes na partida contra o Redskins, e todos os sacks ocorreram quando a defesa de Washington mandou 5 ou mais jogadores atrás do quarterback de Dallas. O coordenador defensivo do Redskins, Jim Haslett, é sempre muito agressivo e chama muitas jogadas de blitz durante a partida e o ataque do Cowboys sempre tem problemas quando o enfrenta. O play caller ofensivo de Dallas, Scott Linehan, não teve respostas para as blitz que Haslett chamava e os recebedores do Cowboys sempre corriam rotas longas, ao invés de rotas curtas ou screens que possibilitassem que Tony Romo se livrasse rápido da bola e nao levasse um sack. Em todas as 11 terceiras descidas que o ataque de Dallas foi para o passe, a defesa do Redskins mandou 5 ou mais jogadores para cima de Romo ou Weeden, e isso causou muitos problemas. Caso o ataque do Cowboys soubesse aproveitar as marcações individuais em Dez Bryant e Terrance Williams nas blitz mandadas pelo Redskins, o resultado da partida poderia ser diferente.

 

  • A defesa do Cowboys conseguiu 3 sacks na partida contra o Redskins, maior marca do time na temporada. O pass rush foi consistente durante toda a partida e além dos sacks, as pressões em Colt McCoy o forçaram a cometer erros, como foi em sua interceptação. Henry Melton fez sua melhor partida desde que chegou em Dallas, e conseguiu 2 sacks. Mincey teve mais um bom jogo e conseguiu seu primeiro sack pelo Cowboys. O pass rush do time só tem a melhorar, com Melton voltando a ser o jogador que era em 2012, Tyrone Crawford jogando bem, Anthony Spencer se recuperando de lesão e agora com a volta de DeMarcus Lawrence, que fará sua estréia na partida contra o Arizona Cardinals.

 

  • Na partida contra Washington, a defesa de Dallas errou 12 tackles, maior marca do time na temporada. Rolando McClain e Barry Church não fizeram bons jogos, e perderam alguns tackles, como foi analisado no Plano de Jogo desta semana. Para o resto da temporada, a defesa ainda ficará sem Justin Durant, que vinha sendo o melhor jogador defensivo do time. Em todas as partidas que jogou, Durant conseguiu pelo menos 6 tackles e ele liderava o time nessa estatística com 49 tackles totais na temporada. Durant ainda forçou dois fumbles e interceptou um passe nos 6 jogos que fez. Em sua ausência, Carter, McClain e toda a defesa terá de jogar melhor e errar menos tackles para o sucesso do time.

 

  • Na semana 7, Gavin Escobar fez uma ótima partida, recebendo 3 passes para 65 jardas e 2 touchdowns. Porém, essa semana Escobar jogou apenas 6 snaps, sendo apenas 2 em jogada de passe e não teve nenhum lançamento em sua direção. Scott Linehan e Jason Garrett parecem esquecer seus alvos secundários em alguns jogos e muitos jogadores são subutilizados. Escobar poderia ter sido uma ótima opção em passes rápidos para fugir das blitz da defesa de Washington, usando seu tamanho e atleticismo para receber passes no meio do campo. Outro jogador que poderia ser utilizado nessas situações era Cole Beasley, com rotas curtas e intermediárias utilizando sua velocidade e agilidade. Beasley teve apenas dois lançamentos em sua direção e recebeu um deles para 11 jardas.

 

  • Tony Romo não treinou durante toda a semana e é duvida para a partida do próximo domingo contra o Arizona Cardinals. Caso Romo não possa jogar, Brandon Weeden será o titular na posição de quarterback para o Cowboys. Weeden jogou bem enquanto esteve em campo na última segunda-feira, completando 4 de 6 passes para 69 jardas e 1 touchdown. Nas duas campanhas que esteve em campo, Weeden liderou o ataque para 1 touchdown e 1 field goal. O ex-jogador do Cleveland Browns tem condições de dar a vitória para o Cowboys caso precise jogar domingo, porém Scott Linehan precisa chamar boas jogadas e fugir de situações óbvias de passe. Caso DeMarco Murray corra bem com a bola, boas chamadas sejam feitas, como passes curtos e screens, e o time não perca a bola através de fumbles, Weeden pode ajudar o time a vencer a partida.

 

  • A defesa do Arizona Cardinals é a segunda que mais manda blitz nessa temporada, porém conseguiu apenas 7 sacks no ano, segunda pior marca da NFL. Tony Romo já sofreu 11 sacks em jogadas de blitz essa temporada, maior marca da NFL. O ataque de Dallas precisa se manter longe de situações óbvias de passe, e para isso precisa correr bem com a bola e conseguir muitos passes rápidos e curtos. O coordenador defensivo do Cardinals, Todd Bowles chama jogadas de blitz em 72.9% das terceiras descidas para 7 ou mais jardas. Caso o ataque do Cowboys se encontre muitas vezes nessa situação, Romo ou Weeden terão muitos problemas.

 

  • O Cowboys venceu as últimas 14 partidas de temporada regular contra o Cardinals jogando em casa. Porém, Dallas perdeu as últimas 3 partidas disputadas entre as equipes, todas realizadas no Arizona. Essas 3 derrotas foram por 6 ou menos pontos, sendo duas delas na prorrogação. Na última partida entre as duas equipes, Dan Bailey acertou um field goal no último segundo que daria a vitória para o Cowboys. Porém, antes do snap ser realizado, Jason Garrett pediu um tempo e praticamente “congelou” o kicker do Cowboys. Na segunda tentativa, Bailey errou o field goal e a partida foi para a prorrogação, terminando com uma vitória do Cardinals.

Leonardo Sangiorge

Acompanha a NFL desde 2009. Desde então, torce para o Cowboys e sofre com o time a cada jogo. Escritor das colunas Two Minute Drill e Matchups, além de participante do PodCast. Valeu?