Two Minute Drill – Tony Romo MVP?

Two Minute Drill – Tony Romo MVP?

687

foto: (dallascowboys.com)

  • A vitória no último domingo contra a equipe do Philadelphia Eagles melhorou a campanha de Dallas para 10 vitórias e 4 derrotas. Essa é a melhor campanha do time após 14 jogos desde 2007, quando o Cowboys ganhou 12 vezes nas primeiras 14 partidas. A vitória foi também a sétima de Dallas jogando fora de casa na temporada, sendo o único time que ainda não perdeu jogando longe de seu estádio. Qualquer outro time da NFL tem pelo menos duas derrotas quando joga fora de casa. O Cowboys está na liderança da NFC East e pode garantir vaga na pós temporada já essa semana. Para Dallas garantir classificação através do wild card, precisa vencer Indianapolis no domingo, e ainda precisa de derrotas de Green Bay e Detroit. Para ganhar a divisão, além da vitória contra o Colts, o Cowboys precisa que o Eagles perca para Washington no sábado.

  • Na edição da semana passada do Two Minute Drill, escrevi que controlar o relógio, correr muito com a bola e deixar o ataque de Philadelphia fora de campo poderia ser a ‘fórmula’ para a vitória. E foi exatamente isso que o Cowboys fez. Com um início avassalador, Dallas abriu 21×0 e apesar de tomar a virada após sofrer 24 pontos consecutivos, o time não abandonou o jogo terrestre. Com isso, o ataque do Cowboys ficou em campo quase 42 minutos, descansando a defesa e deixando o ataque de no-huddle do Eagles fora do jogo. Dallas teve 23 jogadas ofensivas a mais que Philadelphia, e isso foi um fator determinante na partida. Com LeSean McCoy e todo o jogo terrestre do Eagles neutralizado pela defesa do Cowboys, Mark Sanchez acabou ficando em situações óbvias de passe e acabou cometendo erros. Foram 4 sacks e 2 interceptações sofridas por Sanchez. Foi dessa maneira que Seattle venceu Philadelphia, e Dallas conseguiu fazer o mesmo e voltou para casa com a liderança isolada da divisão.

  • O jogo aéreo de Dallas funcionou muito bem no último domingo, e um dos principais fatores para isso foi a grande atuação de Jason Witten. O tight end conseguiu 7 recepções para 69 jardas na partida, sendo suas 3 primeiras recepções para conversões de terceiras descidas. Com isso, a equipe de Philadelphia começou a dobrar Witten nos 3rd downs, abrindo espaços para Dez Bryant, que ficou em marcação individual com Bradley Fletcher. O camisa 88 aproveitou as oportunidades e acabou a partida com 6 recepções para 114 jardas e 3 touchdowns, e foi nomeado o melhor jogador ofensivo da NFC na semana 15.

  • Após a primeira partida da temporada, parecia que Tony Romo nunca mais seria o mesmo depois de passar por 2 cirurgias nas costas e já estar com 34 anos de idade. Porém, Romo está tendo a melhor temporada de sua carreira e pode até estar na conversa para ser o MVP da NFL em 2014. Romo tem após 14 jogos um rating de 110.4, melhor marca de sua carreira e segunda marca da NFL no ano, somente atrás de Aaron Rodgers, que tem um rating de 111.2. O quarterback de Dallas ainda completa 69.3% de seus passes, segunda melhor marca da NFL entre QBs titulares, só atrás de Drew Brees, que acerta 70% de seus lançamentos. Romo tem também 28 touchdonws, ficando em sétimo nesse quesito. Dos quarterbacks com mais TDs que Romo, apenas Rodgers tem menos interceptaçõs. São 5 para o quarterback de Green Bay contra 8 para o camisa 9 de Dallas. Os números de Romo estão entre os melhores da liga, junto com Rodgers, Andrew Luck, Ben Roethlisberger, Tom Brady e Peyton Manning. Provavelmente Romo não ganhará o prêmio de jogador mais valioso da temporada, porém se Dallas ganhar os últimos 2 jogos e se classificar para os playoffs, ele estará pelo menos na discussão para ser o MVP.

  • Quando Dallas assinou com Henry Melton na última offseason, se esperava que ele fosse o principal pass rusher do time. Melton até teve uma boa sequência de jogos no final de outubro e começo de novembro, conseguiundo 3.5 sacks em 4 partidas. Porém, desde então ele não derrubou os quarterbacks adversários mais nenhuma e vez e outros jogadores vem jogando melhor do que ele. Na partida contra o Eagles, Jeremy Mincey e Tyrone Crawford conseguiram 2 sacks cada. Agora, Mincey está empatado na liderança do time em sacks, junto com Melton, com 5. Já Crawford tem, nas últimas 4 partidas, 9 tackles, sendo 3 deles para perdas de jarda, 3 sacks e um fumble forçado. Esses dois jogadores se tornaram as principais peças da linha defensiva de Dallas, e precisam continuar pressionando os quarterbacks adversários para que a defesa do Cowboys consiga parar os ataques que ainda enfrentará no restante da temporada.

  • No próximo domingo, o Cowboys enfrentará o Indianapolis Colts. Os últimos dois confrontos entre as equipes foram favoráveis à Dallas, porém Indianapolis havia vencido as 3 partidas anteriores. As duas equipes já se enfrentaram 15 vezes na história e o Cowboys venceu 9 vezes. Um desses confrontos foi no Super Bowl V, quando o Colts levou a melhor, vencendo por 16×13. Tony Romo nunca lançou um touchdown jogando contra Indianapolis, sendo a única franquia da NFL, além de Dallas, que nunca sofreu um touchdown do camisa 9. Nos dois jogos que aconteceram entre as equipes após Romo assumir a titularidade, em 2006 o Cowboys venceu o até então invicto Indianapolis Colts na semana 11, porém o quarterback de Dallas não lançou para nenhum TD na partida. Já em 2010, Dallas venceu o Colts na prorrogação, porém Romo não participou da partida por conta de uma lesão em sua clavícula e Jon Kitna começou a partida na posição de quarterback. No próximo domingo, Romo terá sua segunda chance de lançar um touchdown enfrentando Indianapolis, e pode ser a última de sua carreira, já que as equipes só voltam a se enfrentar em temporada regular em 2018.

Leonardo Sangiorge

Acompanha a NFL desde 2009. Desde então, torce para o Cowboys e sofre com o time a cada jogo. Escritor das colunas Two Minute Drill e Matchups, além de participante do PodCast. Valeu?